BLOG CATEQUESE PAULINAS

Catequese familiar

O estilo catecumenal prioriza a evangelização dos responsáveis pelos catequizandos, que, como primeiros interessados, devem ser envolvidos em todo o processo.

A educação da fé é uma tarefa que compete a toda família. O papel dos pais não consiste na simples delegação aos catequistas de sua responsabilidade de educar na fé. Em primeiro lugar, cabe aos pais evangelizar, em decorrência de seu compromisso assumido no matrimônio e no Batismo de seus filhos.

Todo tipo de união que constitua um modelo organizativo de família não isenta seus responsáveis de educar as crianças com uma formação cristã autêntica, que as ajude a caminhar rumo à transcendência, abrindo-lhes o caminho da felicidade e da vivência contínua do Reino.

É preciso ir ao encontro das pessoas em seu ambiente habitual e não apenas esperar que venham até os recintos da igreja. O pluralismo religioso já é um fato dentro de uma mesma casa. Por isso, faz-se necessário acompanhar as famílias na educação da fé de seus filhos. De modo geral, as famílias perderam a capacidade de educar os filhos na fé.

Muitos adultos acham-se afastados da comunidade, precisam ser evangelizados. A comunidade se preocupará principalmente com aqueles que não completaram a iniciação e não receberam a Crisma e/ou a Eucaristia.

Felizmente, hoje, já podemos contar com belos exemplos de catequese familiar em muitas paróquias em que atuam catequistas juntamente com a pastoral familiar. Acreditar e investir na catequese familiar é o grande passo da chamada conversão pastoral.

Mais que se lamentar pelas dificuldades de envolver as famílias, é melhor conhecer as comunidades que assumiram este desafio e caminham a passos largos.