ARTIGOS

O padre e a pastoral no mundo digital: missão interativa

Helena Corazza, fsp

O tema do 44º. Dia Mundial das Comunicações Sociais, celebrado em todo o mundo no dia da Ascensão do Senhor, 16 de maio, traz uma temática atual e desafiadora enviada pela papa Bento XVI: O padre e a pastoral no mundo digital: novos meios de comunicação a serviço da Palavra.

Com esse enunciado, o papa aproveita o ensejo do Ano Sacerdotal, para lembrar aos padres a necessidade de inserirem a mensagem do Evangelho no “continente digital”, como ele chama as novas mídias ou Redes Sociais. Dada a mudança tão rápida das novas tecnologias da comunicação, sobretudo a partir dos anos 1990, as pessoas que não acompanharam esta evolução podem sentir-se com certo medo de entrar ou até “fora” do diálogo com os que se comunicam neste mundo digital.

Um ponto a ser destacado é que a mensagem do papa diz que os padres precisam conhecer e entrar neste “continente digital”. Trata-se de uma nova cultura, mais interativa, que vai modificando os hábitos das pessoas, também dos fiéis, que abre novas possibilidades ao anúncio do Evangelho. Por isso, é importante abrir-se ao novo, assessorar-se por pessoas que conhecem e entrar sem medo, abrindo um relacionamento mais interativo com os fiéis e a sociedade.

Outro ponto lembrado pelo papa é que é preciso “evangelizar no continente digital”, ou seja, entrar nessa linguagem, fazer-se presente, inserir os temas pastorais e abrir-se, sobretudo para as gerações jovens, que navegam nesse universo. Já foi o tempo em que se “condenou” as novas tecnologias, desde a imprensa, passando pelo cinema. Hoje é preciso marcar presença e educar-nos a conviver com a diversidade sabendo fazer escolhas. Essa é uma formação que a Igreja precisa dar a si mesma e ao povo.

A mensagem do papa traz um novo conceito de missão: “diaconia da cultura”. Uma nova cultura precisa também de um serviço que tenha em conta o valor da pessoa humana e sua dignidade. “Com o Evangelho nas mãos e no coração, é preciso reafirmar que é tempo também de continuar a preparar os caminhos que conduzam à Palavra de Deus”, diz o papa.

Lembrando o profeta Isaías que “chegou a imaginar uma casa de oração para todos os povos” o papa compara o “continente digital” ao “pátio dos gentios” do Templo de Jerusalém. E pergunta: “não se poderá porventura prever que a internet possa dar espaço também àqueles para quem Deus é ainda um desconhecido?”

Pensando nos novos canais do Rádio, esta mensagem é um estímulo para que mossas emissoras cresçam e qualifiquem sua comunicação on line, incentive as Redes Sociais abrindo novos canais de comunicação com os ouvintes e internautas.