DÚVIDAS BÍBLICAS

  • Não. Nenhum livro da Bíblia foi escrito com capítulos numerados. Quem teve a idèia de dividir a Bíblia em capítulos foi Estevan Langton, arcebispo de Cantuária, professor na Universidade de Paris, em 1214 e.C (era Comum).

  • Em 1551 Robert Etiene, redator e editor em Paris, fez a experiência dividindo o Segundo Testamento de língua grega em versículos. Teodoro de Beza gostou da idéia e em 1565 dividiu toda a Bíblia em versículos.

  • Na citação, capítulo é o número que vem antes da vírgula, e versículo é o número que vem depois da vírgula indicando onde começa e onde termina. Exemplo: Gn 11,1-9, isto significa: Livro de Gênesis, capítulo 11 (número grande), versículos de 1 a 9 (números pequenos).

  • A primeira tradução da Bíblia foi a tradução da Bíblia hebraica (dos Judeus) para o grego, conhecida como tradução dos LXX (70), muito usada na época de Jesus e das comunidades. Outra famosa tradução foi para o latim conhecida como Vulgata (do latim = a divulgada) feita por São Jerônimo. Isto aconteceu por volta do ano 400 e.C., a pedido do papa Dâmaso.

  • O Segundo Testamento é igual para todos. O Primeiro Testamento na Bíblia de edição católica tem mais sete livros da tradução grega: Tobias, Judite, 1º e 2º Livro dos Macabeus; Sabedoria; Eclesiástico e Baruc.

  • A Bíblia nasceu com a experiência de vida do povo que à luz de Deus, relê os fatos vividos. Ele percebe que Deus caminha a seu lado até a consumação dos tempos. A Bíblia, antes de ser escrita, foi vivida, experienciada e transmitida oralmente de geração em geração.

  • Com certeza, pois sendo Palavra de Deus escrita por um povo de cultura e língua diferente da nossa, a Bíblia trata de questões e temas universais ao ser humano, e nos convida à reler a nossa experiência à luz da fé que animou o povo ontem e nos anima hoje a prosseguir na caminhada.